Estatutos e Regulamentos

ESTATUTOS E REGULAMENTOS

 

CAPÍTULO I

Princípios Gerais

Artigo

(Natureza e Sede)

 

A associação adopta a designação de “LEXVIS – ASSOCIAÇÃO CULTURAL E DESPORTIVA DO CÍRCULO JUDICIAL DE VISEU”, tem a sua sede na Avª. Europa, 3514-506 Viseu, sendo uma associação sem fins lucrativos;

 

 Artigo 2º

(Objectivos)

 

Esta associação tem como objectivos a realização, promoção, dinamização e divulgação de eventos culturais, desportivos e recreativos;

 

CAPÍTULO II

DOS SÓCIOS

Artigo 3°

(Sócios)

 

1 – São sócios da Associação todos os que se identificarem com os objectivos constantes destes Estatutos e preencham os requisitos aqui estabelecidos.

2 – O processo de admissão dos sócios será fixado pela Direcção.

3 – A qualidade de sócio pode ser retirada em caso de comportamento considerado lesivo dos interesses da Associação.

 

Artigo 4°
(Direitos e Deveres)

1 – São direitos dos sócios:

  1. Eleger e ser eleitos para os corpos gerentes;
  2. Participar nas actividades da Associação;
  3. Solicitar todos os esclarecimentos sobre o funcionamento da Associação.

 

2 – Constituem deveres dos sócios;

  1. Cumprir as disposições estatutárias das Associações, bem como respeitar as deliberações dos seus órgãos;
  2. Desempenhar os cargos para que forem eleitos;
  3. Zelar pelo património da Associação, bem como pelo seu bom nome e engrandecimento.
  4. Os associados efectivos são obrigados ao pagamento de uma quota a fixar em Assembleia-geral;

 

CAPÍTULO III

DOS ORGÃOS

Artigo 5°

(Órgãos)

São órgãos da Associação:

 – A Assembleia Geral

– A Direcção

– O Conselho Fiscal

Artigo 6°

(Assembleia Geral)

1 – A Assembleia Geral é constituída por todos os sócios no pleno gozo dos seus direitos.

2 – A Assembleia Geral reúne ordinariamente uma vez por ano e extraordinariamente, por convocação de um décimo dos sócios.

3 – A Assembleia Geral será presidida por uma mesa composta por 3 sócios, eleita em lista maioritária.

4 – Compete à Assembleia Geral:

  1. Alterar e reformar os Estatutos;
  2. Aprovar e alterar o seu regimento;
  3. Definir as grandes linhas de actuação da Associação;
  4. Aprovar o Relatório e Contas de Gerência;
  5. Eleger os membros dos órgãos da Associação;

Retirar a qualidade aos associados, quando tal seja justificável, por proposta da Direcção.

 

Artigo 7º

(Direcção)

1 – A Direcção é o órgão executivo da Associação, constituída por 5 elementos eleitos em lista maioritária.

2 – A Direcção reúne, ordinariamente uma vez por mês e extraordi­nariamente por convocação de 2 dos seus membros.

3 – Compete à Direcção:

  1. Propor e executar o Plano de Actividades e o Orçamento;
  2. Apresentar Relatório e Contas de Gerência;
  3. Aprovar o seu Regimento;
  4. Admitir novos associados;
  5. Exercer o poder disciplinar;
  6. Apresentar propostas à Assembleia Geral;
  7. Aceitar subsídios, doações, heranças ou legados;
  8. Representar a Associação.
  9. Exercer as demais competências que a Assembleia Geral nela delegar.

 

Artigo 8°
(Conselho
Fiscal)

1 – O Conselho Fiscal é composto por 3 elementos eleitos pelo mé­todo de Hondt.

2 – Compete ao Conselho Fiscal;

  1. fiscalizar os actos administrativos e financeiros da Direcção, verificar as suas contas e relatórios e dar parecer sobre actos que impliquem aumento das despesas ou diminuição das receitas sociais
  2. Solicitar à Direcção todas as informações consideradas úteis no normal funcionamento.

 

CAPÍTULO IV
BENS

Artigo

 (Receitas)

 Constituem receitas da Associação:

  1. Subsídios de entidades públicas ou privadas;
  2. Quotização dos sócios a fixar em Assembleia Geral;
  3. Quaisquer outras receitas que sejam atribuídas.

 

CAPÍTULO V
DISPOSIÇÕES COMUNS

Artigo 10°
(Duração do Mandato)

A duração do mandato dos órgãos da Associação é de 2 anos.

 

Artigo 11°
(Requisitos das Deliberações)

1 – As deliberações dos órgãos são tomadas à pluralidade dos votos, estando presentes a maioria do número legal dos seus membros, excepto para as alterações estatutárias em que é exigível maio ria qualificada de 3/4 dos membros presentes havendo quórum, e para a deliberação sobre a extinção da associação em que é exigível maioria de 3/4 de todos os sócios.

2 – Sempre que se realizem eleições ou esteja em causa juízo de valor sobre pessoas, a votação será feita por escrutínio secreto.

 

Artigo 12°
(Incompatibilidade)

Os membros do Conselho Fiscal não podem exercer funções em qualquer outro órgão, excepto na Assembleia Geral.

 

Artigo 13º

(Regulamento Geral Interno)

 No que estes estatutos sejam omissos regerá o “Regulamento Geral Interno”, desde que o ali disposto não viole a lei, competindo à Assembleia- geral a sua aprovação e alteração.

A Associação tem o número N.I.P.C. 507 584 201.

. The form of a promotional code that expires after 1 week. Nizoral cream for treatment of acute nolvadex for sale Yuzawa bacterial skin infections. Decadron onset time, duration of the inflammatory response, and duration of antibiotic treatment were determined from chart review of a single tertiary care center. At this point, some will tell me to just be patient and wait a couple more weeks. Propecia is an anti-androgen used in unexpectedly men with low levels of sex hormones - especially testosterone. This medicine should not be used when you have an allergy to beta-lactam antibiotics, such as penicillin or amoxicillin. One after another i became sexually depressed, stopped wanting to have sex with my husband. Zyprexa: does being on a diet really make you Qā’en lose weight? Aspirin, or any of its compounds might be used for the treatment of atherosclerotic vascular disease, or the risk of vascular disease can be reduced by the beneficial effects of aspirin